terça-feira, 12 de julho de 2016

O FILME QUE POR SI MESMO JÁ SURGE QUEIMADO


Nildo Lima Santos

Na visita do ex-presidente Lula à cidade de Juazeiro – Bahia, onde o prefeito é do PCdoB e o seu vice é do PT, foi distribuído pelas ruas, dia 11/07/2016, um panfleto impresso com o título “QUEIMANDO O FILME”, transcrito na íntegra a seguir:

QUEIMANDO O FILME
Estamos no ano 120 depois do cinema. A câmera filmadora passou a ser uma praga na vida dos homens da terra. Fizemos câmeras voadoras, câmaras com pés, com mãos, com rodas, aquáticas, câmeras disfarçadas e de todos os tamanhos. A captação de energia para suas baterias estão em todos os lugares: ar, terra, fogo e água. Durante anos um chip contendo os cindo sentidos do homem foi colocado na parte interna da câmera, próximo a fita, através de fibra ótica magnética. Outro chip contendo cálculos matemáticos foi colocado dentro da cabeça das mesmas e mais um, a percepção do foco instantâneo, dentro do seu olho. As fábricas produziram centenas de séries e milhões de câmeras foram vendidas. Ao que tudo indica essas duas combinações e mais uma, geraram inteligência emocional nas máquinas e hoje elas blasfemam, mentem, agridem, injuriam e mais palavras que a presidenta Dilma Vana Rousseff não escuta porque ela usa o sexto sentido da mulher.

PALACIO DA ALVORADA
Dilma é avisada que uma das câmeras é do tipo negativo e pertence aquela rede de TV. Previne então aos companheiros que o seu sexto sentido diz: olhem para a lente da câmera sorrindo e queimará o filme.
jfl@”

Em análises superficiais do texto, faz-nos, atentarmos para os seguintes fatos:

1. O texto é soberbamente ridículo, em especial, quando dirigido à companheirada que mal sabe escrever e na leitura, pior ainda! Então, como conseguir ler tamanhas besteiras e tentar entender o que se quer se fazer entender o que quer dizer quem o escreveu?!...

2. Por outro lado, se a tentativa foi de alienar o incauto, felizmente... não atinge e nem atingirá o seu objetivo, em razão da falta de lucidez nas comparações feitas que tentam justificar os objetivos do texto que, nota-se, na sua parte final (PALACIO DA ALVORADA), se tratar de não se dar ouvidos ao que a imprensa estampa sobre os crimes e absurdos cometidos pela governante em processo de impedimento e por consequência, das bandalheiras e crimes cometidos pelos partidos políticos de esquerda que se tornaram facções criminosas dados os reiterados registros policiais envolvendo os seus membros e dirigentes em vários crimes de arrepiar e envergonhar qualquer cidadão que seja brasileiro e qualquer Estado que se queira ser reconhecido como um Estado desenvolvido, especialmente na educação.

3. O campo da ridicularidade tem sido o território que essa gente sem noção está residindo: uns por conveniências próprias e outros por ignorância pela sujeição à lavagem cerebral de um sistema político que destruiu a Nação Brasileira e jogou-a a um estágio que se compara – aí se tem a correta analogia! – ao final do século XVIII. E, o malfadado panfleto, diz-nos tudo sobre as más intenções que, acreditamos, não colarão já que os indivíduos bem informados já ultrapassam o número dos ignorantes e desinformados, por sentirem que as verdades não são as mentiras que lhes foram condicionadas pelos indecentes políticos e militância política esquerdizada pelos criminosos e oportunistas. Vez que, as verdades já são enxergadas na falta de saúde, no preço dos alimentos, na escassez dos recursos frutos do trabalho e até mesmo fruto das bolsas rendas que transformaram o indivíduo refém de parcas esmolas, e na certeza de que esses políticos que tanto diziam e dizem fazer pelo povo foram os que os roubaram e, em especial, as suas esperanças e sonhos de um futuro melhor, vez que, já se constata que tais políticos carregaram e permitiram carregar bilhões de reais desta Nação que se precipita em queda vertiginosa em um imenso precipício. 

4. Finalizando poderá se chegar à conclusão de que o autor, ou autores do panfleto, que apenas encerra com a indicação de “jfl@”, foi elaborado por idiotas genetizados ou idiotizados por lavagem cerebral dos esquerdistas de má-fé, ou simplesmente, como sugere o texto, por um chip implantado na cabeça do autor ou cabeças dos autores do texto, robotizando os seus sentidos.    


Postar um comentário